sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

No meu copo 294 - Papa Figos 2010; Herdade do Peso 2009

Dentro da renovação que tem vindo a ser feita no vasto portefólio de vinhos da Sogrape, que apresenta vinhos na região dos Vinhos Verdes, Douro, Dão, Bairrada e Alentejo, duas das mais recentes iniciativas incluíram o lançamento do Papa Figos no Douro e uma renovação da imagem dos vinhos no Alentejo, com o reposicionamento e o lançamento de novas marcas.

Na gama de vinhos do Douro, sob o chapéu da Casa Ferreirinha, foi lançado um vinho para ocupar o espaço entre o sofrível Esteva e o mais selecto Vinha Grande. Deram-lhe o nome de Papa Figos e foi posicionado no patamar de preços entre os 5 e os 6 €. É um vinho para se gostar logo à primeira impressão, com predominância frutada e aromático quanto baste e com a macieza que habitualmente caracteriza os vinhos desta casa. Pedem-se pratos com alguma delicadeza a acompanhar, de modo a não abafar os equilíbrios delicados deste vinho. Estagia 12 meses em barricas de carvalho francês.

Não sei se virá a tornar-se uma referência no segmento porque não é um vinho de encantar, mas poderá certamente bater-se com alguns nomes consagrados do mesmo patamar.

No Alentejo vamos assistindo à renovação dos produtos da Herdade do Peso, com novos rótulos, novos vinhos e uma aposta no marketing para conferir mais visibilidade a esta produção, que tem sempre ficado na sombra dos seus congéneres da Casa Ferreirinha (Douro) e da Quinta dos Carvalhais (Dão), sendo conhecida quase unicamente pela marca Vinha do Monte.

É assim que aparecem o Reserva, o Ícone, um branco colheita, e que permanece o tinto colheita com o nome Herdade do Peso. Este tinto, mantendo um pouco a tradição dos antigos e saudosos Sogrape Reserva do Alentejo, apresenta-se mais cheio na boca, mais robusto e persistente e com um toque a especiarias. Tem os taninos bem presentes mas macios e pode ombrear com alguns dos pratos mais fortes da cozinha alentejana. Bebe-se bem jovem mas poderá conservar-se algum tempo na garrafa. Estagia 12 meses em barricas de carvalho francês e 6 meses em garrafa.

Em resumo, enquanto na gama da Casa Ferreirinha assistimos apenas a um ajustamento dos produtos disponíveis, na Herdade do Peso assiste-se a uma remodelação mais profunda que merece alguma atenção pois, como não nos cansamos de dizer, praticamente tudo o que a Sogrape faz é bem feito e, se apostarem nos vinhos alentejanos, vão certamente dar algum trabalho aos concorrentes e poderão guindar-se à qualidade dum nome de referência como a Herdade do Esporão. Creio que valerá a pena esperar para ver.

Kroniketas, enófilo interessado

Vinho: Papa Figos 2010 (T)
Região: Douro
Produtor: Casa Ferreirinha - Sogrape
Grau alcoólico: 13%
Castas: Tinta Roriz, Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Barroca
Preço em feira de vinhos: 5,84 €
Nota (0 a 10): 7,5

Vinho: Herdade do Peso 2009 (T)
Região: Alentejo (Vidigueira)
Produtor: Sogrape Vinhos
Grau alcoólico: 14,5%
Castas: Aragonês, Alfrocheiro, Alicante Bouschet
Preço em feira de vinhos: 5,88 €
Nota (0 a 10): 8

Sem comentários: