quarta-feira, 22 de julho de 2015

No meu copo 467 - Vinha Grande 2012

Mais um clássico nas nossas provas. Ainda há colheitas de 2009 e 2010 lá em casa, mas por vezes as circunstâncias levam-nos ao encontro de colheitas mais recentes, embora eu prefira deixá-las esperar...

Depois da prova da colheita de 2011 no jantar da última passagem de ano, agora cruzei-me com a colheita de 2012. As impressões recolhidas não diferiram muito. Aliás, quase se poderia copiar na íntegra o que foi dito anteriormente.

O perfil do vinho mantém-se, consistente e estável, sem surpresas e sem defraudar as expectativas. Destaque para o aroma a frutos vermelhos maduros, a par com algum floral e algum balsâmico.

Na boca a madeira é muito discreta e os taninos arredondados, com um fundo a especiarias. Final vivo e intenso mas suave.

Mais macio que o de 2011, não deixa de ganhar com a abertura da garrafa algum tempo antes do consumo. E ganhará, certamente, com mais algum tempo de garrafa.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Vinha Grande 2012 (T)
Região: Douro
Produtor: Casa Ferreirinha - Sogrape
Grau alcoólico: 13,5%
Castas: Touriga Franca, Tinta Roriz, Touriga Nacional, Tinta Barroca
Preço em feira de vinhos: 8,45 €
Nota (0 a 10): 8

Sem comentários: