domingo, 26 de fevereiro de 2017

No meu copo 586 - Herdade do Peso: Aragonês 2000; Colheita 2003; Reserva 2003

Continuamos na sub-região vitivinícola da Vidigueira.

Esta foi uma incursão por alguns clássicos alentejanos da Herdade do Peso. Não tanto pela idade dos vinhos ou pela antiguidade das marcas, mas pelo perfil dos vinhos, antes da reformulação do portefólio, dos rótulos e do estilo dos próprios vinhos.

Tivemos à disposição um monocasta de 2000 e dois lotes de 2003, um Colheita e um Reserva.

Seguindo a ordem indicada, começamos pelo Aragonês 2000. Apresenta-se de cor rubi intensa, com aroma a compotas e frutos vermelhos, delicado mas não muito exuberante. Na boca mostrou corpo médio, taninos redondos e complexidade, com final macio. Boa evolução em garrafa, com delicadeza e sem declínio.

O Colheita 2003 mostrou aroma intenso floral e frutado, com algumas notas mentoladas e de especiarias. Bem estruturado, com final médio e algo discreto.

Finalmente o Reserva 2003. Cor vermelho-violeta profunda, aroma a frutos vermelhos maduros, algumas nuances balsâmicas e especiadas. Muito boa estrutura e persistência, cheio e pujante com final longo. Claramente o melhor dos três, o que não surpreende.

Em suma, uma boa prova que permitiu rever umas preciosidades daquelas que já não são fáceis de encontrar.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Região: Alentejo (Vidigueira)
Produtor: Sogrape Vinhos

Vinho: Herdade do Peso, Aragonês 2000 (T)
Grau alcoólico: 13,5%
Casta: Aragonês
Preço: 10,98 €
Nota (0 a 10): 8

Vinho: Herdade do Peso 2003 (T)
Grau alcoólico: 14%
Castas: Aragonês, Alfrocheiro
Preço: 7,97 €
Nota (0 a 10): 7,5

Vinho: Herdade do Peso Reserva 2003 (T)
Grau alcoólico: 14%
Castas: Aragonês, Alfrocheiro
Preço: 11,95 €
Nota (0 a 10): 8,5

Sem comentários: