segunda-feira, 2 de novembro de 2015

No meu copo 488 - Dão Meia Encosta tinto 2013

De vez em quando sabe bem baixar um pouco a exigência e voltar a um vinho mais simples e descomplicado.

Tal como o Terras do Demo branco seco, aqui referido há algumas semanas, este foi um dos primeiros que conheci nos anos 90 e era, na altura, um dos meus preferidos pela sua macieza, que me tornou desde logo um apaixonado pelos vinhos do Dão.

Curioso é ver os vinhos do Dão que podia beber na época. Num caderninho onde registava os vinhos que ia conhecendo, lá constam o Dão Terras Altas, o Dão Real Vinícola, o Dão Cardeal, o Porta dos Cavaleiros. O Meia Encosta estava, à época, no topo das minhas preferências.

Passados tantos anos, de vez em quando lá me apetece reencontrar-me com ele. A última tinha sido há cerca de 9 anos...

O perfil mantém-se mais ou menos na mesma. Suave, elegante, macio, sem grande exuberância aromática mas o quanto baste, bebe-se com agrado e sem esforço. Acaba por valer a pena.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Meia Encosta 2013 (T)
Região: Dão
Produtor: Sociedade dos Vinhos Borges
Grau alcoólico: 12,5%
Castas: Touriga Nacional, Jaen, Alfrocheiro, Tinta Roriz
Preço em feira de vinhos: 3,29 €
Nota (0 a 10): 6,5

Sem comentários: