sábado, 19 de setembro de 2015

No meu copo 476 - Terras do Demo branco seco 2013

Conheço este branco há mais de 25 anos, foi aliás um dos primeiros que experimentei quando comecei a provar vinhos. Na altura agradou-me por ser seco e ter uma boa acidez. Depois perdi-lhe o rasto durante bastante tempo.

Nos anos mais recentes voltou a aparecer nas prateleiras com maior frequência e resolvi revisitá-lo.

Claro que durante este tempo os padrões do vinho mudaram e os meus gostos também. Deste modo, o padrão de apreciação deste vinho tem pouco a ver com a época em que o conheci, porque entretanto tive oportunidade de ir subindo a fasquia.

A verdade é que este Terras do Demo branco seco continua a ser um vinho agradável de beber. Vivo, macio, floral, de aroma frutado e não muito exuberante, corpo médio e final suave e com persistência média.

Para o patamar de preço em que está posicionado, é um vinho que se bebe com agrado e não decepciona.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Terras do Demo branco seco 2013 (B)
Região: Távora-Varosa
Produtor: Cooperativa Agrícola do Távora
Grau alcoólico: 12%
Castas: Malvasia Fina, Gouveio, Pedernã, Folgazão, Rabo de Ovelha
Preço em feira de vinhos: 3,49 €
Nota (0 a 10): 7

Sem comentários: