sábado, 14 de junho de 2014

No meu copo 387 - Periquita Reserva 2007

Continuamos no universo José Maria da Fonseca, com mais uma criação do enólogo Domingos Soares Franco. Desde que alargou o seu portefólio muito para além do Periquita – com o lançamento da versão em branco e em rosé, para além de novos produtos sob a chancela Domingos Soares Franco Colecção Privada ou do sublime Hexagon (provado em duas colheitas, 2000 e 2003) – uma das novas criações foi, para além do Periquita clássico, o lançamento dum Reserva, de perfil mais complexo.

Em 2010 adquirimos esta garrafa numa promoção da Revista de Vinhos e guardámo-lo até agora. Foi aberto com antecedência, não tendo sido decantado porque não pareceu estar tão fechado que o justificasse. No entanto, ao longo da refeição foi libertando aromas, tendencialmente a frutos vermelhos, violetas e compota, e tornando-se mais macio. O estágio de 8 meses em madeira confere-lhe alguma complexidade na prova de boca, mostrando-se medianamente encorpado e terminando com persistência média.

Esperava-se, talvez, um pouco mais deste Reserva, que no patamar em que se coloca encontra alguns concorrentes de peso que podem justificar a preferência dos consumidores. É um vinho agradável de beber, mas parece que lhe falta um “clic” para se guindar a outro nível.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Periquita Reserva 2007 (T)
Região: Península de Setúbal
Produtor: José Maria da Fonseca Vinhos
Grau alcoólico: 13%
Castas: Castelão, Touriga Nacional, Touriga Franca
Preço em feira de vinhos: 6,49 €
Nota (0 a 10): 7,5

Sem comentários: