quarta-feira, 31 de julho de 2013

No meu copo 330 - Casa da Passarela, A Descoberta 2012

Terminamos o mês de Julho no Dão, com um branco que nos despertou a curiosidade há uns meses e do qual adquiri uma garrafa a semana passada. Aproveitando um repasto de fim de época com os comensais do costume, tratei de levar a garrafa e desde logo se procedeu à sua degustação.

Conhecemos este vinho aquando do evento Dão Winelover Whiteday, que teve lugar em Abril passado. Entre os muitos vinhos brancos presentes para prova, este foi uma boa e grande surpresa pela frescura e elegância que apresentou, que nos deixou curiosos para uma prova mais demorada. E uma deslocação à Delidelux para uma prova de brancos da Niepoort fez-nos cruzar o olhar com uma destas garrafas. O Politikos tratou, logo ali, de adquirir uma e eu acabei por voltar atrás e comprar outra, que foi aberta no fim-de-semana seguinte.

A primeira impressão no nariz confirmou as memórias que tínhamos, com um floral marcante no aroma. Na boca apresentou uma frescura evidente, com notas marcadamente vegetais, uma acentuada mineralidade e grande persistência.

Um vinho elegante, de belo recorte e com uma excelente relação qualidade/preço, pois por aquilo que custou, e fazendo jus ao nome que ostenta, merece “a descoberta” e sucessivas “redescobertas”.

Agora é tempo de férias.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Casa da Passrela, A Descoberta 2012 (B)
Região: Dão
Produtor: O Abrigo da Passarela
Grau alcoólico: 13%
Castas: Encruzado, Malvasia Fina, Verdelho
Preço: 5,10 €
Nota (0 a 10): 8

2 comentários:

L. disse...

tambem me agradou bastante.

L. disse...

estive na prova da passarella no del delux e os brancos foram os vecendores da tarde... qualquer dos 3, o descoberta, o enologo e o villa oliveira.