terça-feira, 4 de junho de 2013

No meu copo 320 - Quinta da Terrugem 2006; Vinha de Saturno 2006; Casal de Santa Maria Colheita Tardia 2010

Em mais um encontro dos Comensais Dionisíacos na casa de Mestre Mancha, acompanhando umas gravatinhas e umas costeletas grelhadas, abrimos dois néctares de alto gabarito, um deles já nosso conhecido de tempos recentes, o Vinha de Saturno.

Abertas as garrafas e verificado o estado de cada um dos vinhos, começámos pelo Quinta da Terrugem, mais suave e delicado. Apresentou-se com boa estrutura, bem encorpado, ligeira evolução na cor, macio na boca e com boa persistência. Um vinho caracterizado acima de tudo pela delicadeza e elegância, próprio para pratos requintados.

Já o Vinha de Saturno, provado pela primeira vez num jantar no restaurante Jacinto, já aqui relatado, transporta-nos para outra galáxia. É um daqueles vinhos que conseguem ultrapassar o limiar da excelência e que, quando os bebemos, nos sabem como néctares dos deuses. Obrigatório decantar para não deixar toda a panóplia de aromas presos na garrafa, porque o primeiro ataque, tanto no nariz como na boca, é algo fechado e austero. Concentrado na cor, com grande corpo, grande estrutura, grande persistência, taninos em evidência mas bem integrados no conjunto marcado por alguma especiaria e notas evidentes da madeira (estágio de 12 meses), é um daqueles vinhos que nunca mais acabam na boca e que duram toda a noite, e só ao fim de algum tempo libertam todo o seu esplendor. Notável, de facto!

Para terminar, e a acompanhar a sobremesa, uma garrafa de Colheita Tardia adquirido na Wine O’Clock aquando da prova dos vinhos do Casal de Santa Maria. Este vinho foi mostrado nessa prova e agradou-nos bastante, pelo que tratámos de levar uma garrafa. Muita frescura, algumas notas meladas e compotadas, com uma consistência quase a lembrar xarope mas sem aquela sensação de podridão que por vezes marca estes vinhos, bebe-se com muito agrado. Valerá a pena repetir, embora o preço, para o tamanho da garrafa, não seja dos mais apelativos... No entanto, a nível de colheitas tardias é sem dúvida uma opção a considerar.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Quinta da Terrugem 2006 (T)
Região: Alentejo (Borba)
Produtor: Caves Aliança
Grau alcoólico: 14,5%
Castas: Aragonês, Trincadeira, Alicante Bouschet
Preço: 11,24 € (comprado em 2010)
Nota (0 a 10): 8,5

Vinho: Vinha de Saturno 2006 (T)
Região: Alentejo (Fronteira - Portalegre)
Produtor: Herdade Monte da Cal - Dão Sul
Grau alcoólico: 14,5%
Castas: Trincadeira, Aragonês, Alicante Bouschet e Baga
Preço: 33,60 € (comprado em 2009)
Nota (0 a 10): 9

Vinho: Casal de Santa Maria, Colheita Tardia 2010 (B) (garrafa de 375 ml)
Região: Lisboa (Colares)
Produtor: Adraga Explorações Vitivinícolas
Grau alcoólico: 11,5%
Casta: Petit Maseng
Preço: 12,32 €
Nota (0 a 10): 8

Sem comentários: