sexta-feira, 20 de outubro de 2017

No meu copo 625 - Rovisco Pais Premium tinto 2013

Este é uma versão corrigida e aumentada do Rovisco Pais Reserva, já aqui mencionado e que constituiu uma bela surpresa.

Esta garrafa foi adquirida numa dessas promoções manhosas dum hipermercado manhoso, que baixou o preço de prateleira de 12,49 € para 3,74 €! Uma pechincha!

O preço base parte de cerca do dobro do Reserva, mas esta versão fica claramente aquém desse patamar. As castas têm duas em comum (o Cabernet Sauvignon e a Touriga Nacional), sendo aqui o Castelão substituído pelo Aragonês.

Neste vinho nota-se a mesma estrutura do Reserva, apresentando-se um pouco mais elegante e menos exuberante no nariz, com um final macio e longo.

No entanto... Na comparação entre os dois vinhos, um não parece justificar o dobro (ou mais) do preço do outro. Tive a possibilidade de fazer uma prova simultânea dos dois, e pelo preço que custa (antes de descontos) não parece justificar a aposta, a não ser que o mega-desconto seja para manter e enganar os incautos. Mas naquela cadeia de hipermercados, que não tem nome de ilhas, já estamos habituados a isso.

Em resumo: é bom, sim senhor. Mas não tanto.Talvez isso justifique a desproporcionada promoção.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Rovisco Pais Premium 2013 (T)
Região: Península de Setúbal
Produtor: Cooperativa Agrícola Santo Isidro de Pegões
Grau alcoólico: 14,5%
Castas: Touriga Nacional, Cabernet Sauvignon, Aragonês
Preço em hipermercado: 12,49 € (3,74 € após descontos)
Nota (0 a 10): 7,5

Sem comentários: