quinta-feira, 4 de junho de 2015

No meu copo 458 - Quinta das Baceladas 2003


Continuamos no desbaste dos vinhos com uma década de existência, e desta vez revisitamos um produto de que já tínhamos provado colheitas mais recentes e mais antigas. Este Quinta das Baceladas 2003, inicialmente muito fechado e parecendo estar em declínio, precisou de bastante tempo para começar a mostrar-se e libertar os aromas que estavam lá escondidos.

Estes apareceram algo discretos, sem grande exuberância, mas o corpo e a estrutura foram-se desenvolvendo, acabando a mostrar alguma robustez e boa estrutura e persistência. Estava naquele ponto em que, aparentemente, não teria a beneficiar com mais tempo de garrafa, mas ainda num estado perfeitamente apreciável.

Tratando-se de um Bairrada, a idade amaciou-lhe o perfil e disfarçou o álcool e a adstringência, realçando alguns aromas mais terciários. Em suma, melhor na boca, onde esteve bastante equilibrado, que no nariz, bastante mais discreto.

Kroniketas, enófilo esclarecido


Vinho: Quinta das Baceladas 2003 (T)
Região: Bairrada
Produtor: Caves Aliança
Grau alcoólico: 14,5%
Castas: Merlot, Cabernet Sauvignon, Baga
Preço em feira de vinhos: 9,80 €
Nota (0 a 10): 8

Sem comentários: