segunda-feira, 18 de maio de 2015

No meu copo 454 - Quinta da Giesta tinto 2011

Nuno Cancela de Abreu é nome de um enólogo sobejamente conhecido no mundo do vinho português, pelas suas passagens mais ou menos prolongadas por Bucelas, onde foi um dos dinamizadores da popularidade da casta Arinto na Quinta da Romeira, e pela Quinta da Alorna. Nos anos mais recentes regressou, segundo o próprio, à região donde é oriundo, o Dão, criando o seu próprio projecto, e tornando-se responsável pela produção dos vinhos da Quinta da Fonte do Ouro, propriedade familiar, e da Quinta da Giesta.

Tive oportunidade de me cruzar com ele em alguns dos eventos organizados pelo grupo #daowinelover, nomeadamente aquando do Dãowinelover whiteday, em que provei um belo branco da Quinta da Fonte do Ouro. Foi, portanto, com curiosidade acrescida que provei este tinto da Quinta da Giesta.

Com muita pena minha, devo dizer que me desiludiu e que esperava bastante melhor. Às vezes trata-se apenas de um desencontro de gostos, de uma garrafa num estado de evolução menos favorável (há quem diga que actualmente não há maus vinhos, há apenas más garrafas), ou de um momento menos apetecível para quem bebe. Mas a verdade é que, em vários dias de prova ao longo dos quais fui consumindo o conteúdo da garrafa, a impressão não se alterou. Achei-o pouco aromático, com pouco sabor, final curto, desinteressante.

Há vinhos que ao primeiro contacto não se mostram e precisam de horas (ou dias) para se libertar e mostrar-se em todo o esplendor. Neste caso nem assim. Portanto não era um caso de necessidade de arejamento.

Não se pode acertar sempre, mas quero crer que o vinho terá de ser melhor do que este me pareceu. Portanto, reservo uma segunda opinião para uma nova prova quando a oportunidade surgir.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Quinta da Giesta 2011 (T)
Região: Dão
Produtor: Sociedade Agrícola Boas Quintas
Grau alcoólico: 13%
Castas: Touriga Nacional, Jaen, Tinta Roriz
Preço em feira de vinhos: 4,49 €
Nota (0 a 10): 5

1 comentário:

Rui Oliveira disse...

provei recentemente o quinta da giesta 2012 e achei fantastico o vinho. Inicialmente abriu com um vinagrinho muito tipico dos vinhos do dão principalmente do Nuno Cancela de Abreu...mas depois de respirar mas que belo vinho, nao o dão habitual algo mais na onda de quinta da fata..muito bom aconselho a provar e na verdade pode nao ter nada a ver com este 2011.