segunda-feira, 17 de novembro de 2014

No meu copo 415 - Adega de Pegões, Touriga Nacional 2008

Aqui fica mais uma prova de um vinho de Pegões, desta vez com a colaboração do Politikos.

Cada vez gosto mais da Península de Setúbal como região produtora de vinhos. Há dias, para acompanhar umas almôndegas bem condimentadas, abri um Adega de Pegões Touriga Nacional 2008. Estava no contra-rótulo que não se devia guardar por mais de 7 anos, de onde decidi ser a altura justa para o provar...

Libertados os primeiros aromas próprios de alguns anos de guarda, este Touriga Nacional desde logo mostrou um nariz intenso onde sobressaía a fruta madura e sobretudo as notas de violetas próprias da Touriga Nacional. A cor, escura, apresentava um levíssimo acobreado, próprio da idade, mas não evidenciando qualquer sinal de decadência. O que se confirmou depois na boca onde se mostrou pleno de saúde, denso e concentrado, mas elegante. Os taninos, redondos mas firmes, evidenciavam uma boa evolução, sem se mostrarem em perda. As notas de especiarias e de tosta, oriundas da barrica onde estagiou oito meses, davam alguma complexidade ao conjunto, e o final de boca prolongava-se q.b. para retiramos prazer de todos os momentos da prova.

Revelou estar num ponto certo de consumo mas da próxima vez não me preocuparei tanto com a advertência do produtor, pois poderia durar seguramente mais uns anos em garrafeira.

A sensação que tenho é que, liberta da ditadura do Castelão, esta região se recria dia a dia... E a Adega Cooperativa de Pegões está a trabalhar muitíssimo bem, com vinhos com uma relação qualidade-preço muito interessante, de que este constitui um bom exemplo.

Politikos, enófilo convidado

Vinho: Adega de Pegões, Touriga Nacional 2008 (T)
Região: Península de Setúbal
Produtor: Cooperativa Agrícola Santo Isidro de Pegões
Grau alcoólico: 14%
Casta: Touriga Nacional
Preço: 6 €
Nota (0 a 10): 7,5

1 comentário:

Rui Oliveira disse...

Mas por vezes parece-se libertar demasiado da Castelão...que é uma casta que aprecio batante até em vinhos baratos como é o caso do vale de barris...