quarta-feira, 30 de abril de 2014

No meu copo, na minha mesa 379 - Jantar e prova Caves São João no Hotel Real Palácio (2ª parte)

Os brancos e os tintos das Caves São João


 

Concluída a primeira prova, foi só o tempo de reorganizar a mesa e entrar de novo na sala para a prova seguinte. Quase não houve repetentes entre uma e outra, mas eu consegui estar nas duas. Para esta segunda parte alinharam diversos exemplares de colheitas antigas de Frei João, Porta dos Cavaleiros e Caves São João Reserva ou Reserva Particular.

Começámos por um Porta dos Cavaleiros branco de 1979, que se apresentou quase melado, ainda com bastante frescura e acidez, elegante e cremoso na boca, a mostrar como alguns brancos também envelhecem nobremente. Aliás, já na zona de prova livre, onde estavam expostas diversas garrafas que não iam estar nestas provas, tinha tido oportunidade de provar outro Porta dos Cavaleiros branco, este de 1979, que estava extraordinário de elegância, macieza e profundidade aromática!

Seguiram-se dois brancos Frei João, 1990 e 1996, aquele redondo, macio, equilibrado, este este mais vivo e mineral, com final mais marcado pela acidez, mas ambos de excelente saúde.

Entraram depois na liça os tintos, começando por três colheitas do Porta dos Cavaleiros: 1980, 1985 e 1989, esta em garrafa magnum. O de 1980 mais suave, macio e equilibrado, mas com final mais curto; os restantes mais rústicos e pujantes, o de 1985 mais persistente e equilibrado, o de 1989 mais seco e potente.

Em seguida dois Frei João colheita de 1985 e 1990. Excelente estrutura na boca, grande persistência, elegantes e ao mesmo tempo robustos (mais o de 1985). Finalmente, duas garrafas magnum do Caves São João Reserva (1995) e Reserva Particular (1978). Este muito longo, seco, fino, elegante, aquele num estilo mais moderno, com mais estrutura e persistência, mas sem deixar também de apresentar-se suave e elegante.

Difícil, no meio de tantos vinhos de excelência, estar a distingui-los ou a apontar preferências por qualquer deles. Cada um diferente dos outros, o que valeu sobretudo foi a prova no seu conjunto, que permitiu apreciar estas autênticas preciosidades que as Caves São João agora começaram a disponibilizar no mercado, e que a Néctar das Avenidas já está a comercializar.

Faltava, depois, arranjar estômago e coragem para o jantar que se seguiria...

(continua...)

Kroniketas, enófilo esclarecido

Sem comentários: