sexta-feira, 7 de março de 2014

No meu copo 368 - Espumantes brutos: Casa Ermelinda Freitas; Danúbio

Uma ocasião festiva proporcionou a abertura de alguns vinhos com borbulhas, desta vez em dose moderada. Tentei encontrar dois espumantes na gama média, tendo a escolha recaído num dos novos, da Casa Ermelinda Freitas, e outro já consagrado, das Caves Aliança.

O espumante bruto da Casa Ermelinda Freitas é produzido com base na casta Fernão Pires, que fornece alguma estrutura e elegância, complementado por um toque de Arinto, que acrescenta a acidez e frescura. Na boca é macio e elegante, de persistência média, aroma citrino algo discreto.

O Danúbio, uma marca clássica da Aliança, produzido na Bairrada, apresenta-se um pouco mais estruturado e mais longo, com aroma mais intenso. Na prova de boca é também um pouco mais vibrante, fazendo um conjunto um pouco mais vivo e apelativo. As castas utilizadas não são mencionadas, pelo que não sabemos se é apenas um “blanc de blancs” ou se também tem incorporada alguma casta tinta, como a Baga, prática habitual na região... Mas poderíamos supor que sim...

Em suma, por preços não exagerados, temos aqui dois espumantes que serem excepcionais conseguem cumprir o seu papel sem dificuldade e fazer uma prova agradável. E no caso vertente, o mais barato saiu-se melhor...

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Casa Ermelinda Freitas, Espumante Bruto (B) - sem data de colheita
Região: Península de Setúbal
Produtor: Casa Ermelinda Freitas
Grau alcoólico: 12%
Castas: Fernão Pires, Arinto
Preço em hipermercado: 6,99 €
Nota (0 a 10): 7,5

Vinho: Danúbio, Espumante Bruto (B) - sem data de colheita
Região: Bairrada
Produtor: Aliança - Vinhos de Portugal
Grau alcoólico: 12%
Castas: não indicadas
Preço em hipermercado: 4,19 €
Nota (0 a 10): 8

Sem comentários: