quarta-feira, 13 de novembro de 2013

No meu copo 347 - Dão Pipas Reserva 1999

Para finalizar este périplo pelo Dão, e continuando no universo Sogrape, voltamos aos clássicos.

Ainda antes do evento na Quinta da Espinhosa à volta dos vinhos do século XX, tinha sido consumida com os comensais habituais o último exemplar de Dão Pipas, adquirido em 2008 aproveitando uns restos de colecção no Jumbo a um preço muito atractivo. E depois de provar este último exemplar, como lamentei não ter comprado todas as garrafas que lá estavam...

Prudentemente decantado com a antecedência suficiente para libertar os aromas aprisionados por tão longa permanência em garrafa, rapidamente o vinho se guindou a um nível de exuberância aromática surpreendente e com uma vivacidade e estrutura na boca que em nada indiciavam estarmos perante um vinho já com 14 anos. A cor estava lindíssima, com um rubi brilhante que era característico de muitos clássicos do Dão em novos, o aroma limpíssimo e jovem, ainda com bastante presença de fruta e um final longo, longo, longo... Mais uma vez se confirmou que estes vinhos eram autênticas preciosidades feitas para durar e apreciar durante longos anos.

Depois desta prova e da que se realizou na Quinta da Espinhosa, ficou a vontade de voltar a procurar estes vinhos nas garrafeiras. Porque estes nos deixam memórias quase irrepetíveis.

Notável!

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Dão Pipas Reserva 1999 (T)
Região: Dão
Produtor: Sogrape Vinhos
Grau alcoólico: 12%
Preço: 8,57 € (em 2008)
Nota (0 a 10): 9


Provas de outras colheitas deste vinho:
Dão Pipas 1985
Dão Pipas 1983 e 1997
Dão Pipas 1996

Sem comentários: