domingo, 26 de outubro de 2008

No meu copo 208 - Muralhas de Monção 2007; Ponte da Barca, Colheita Seleccionada 2007

Continuando nos brancos, damos agora um salto à região dos Vinhos Verdes. O Muralhas de Monção é praticamente um clássico, um vinho consensual entre quase toda a gente quando se fala de verdes bons e baratos. Muito fresco e com boa acidez, suave na prova de boca e moderadamente alcoólico, é extremamente versátil quando se quer um vinho refrescante.

Faz as despesas como vinho de esplanada, como aperitivo, como acompanhante de peixes ou mariscos e faz sempre uma boa companhia à mesa. Mais um bom produto dos brancos de 2007 e a segunda boa aposta da Adega Regional de Monção, logo a seguir a outro ícone da casa, o Deu La Deu. Mais uma excelente relação qualidade/preço, um belo verde para todas as ocasiões que se proporcionem.

O Ponte da Barca Colheita Seleccionada já foi um bom vinho em tempos. Agora posiciona-se numa gama de entrada e mostra-se agradável mas sem encantar. Ligeiramente gaseificado, uma característica que tem vindo a desaparecer nestes vinhos, é um verde com aroma discreto e pouco exuberante no paladar, para ser consumido sem grandes pretensões. Feito exclusivamente com a casta Loureiro, perde para o seu vizinho de Ponte de Lima. O preço está em consonância.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Muralhas de Monção 2007 (B)
Região: Vinhos Verdes (Monção)
Produtor: Adega Cooperativa Regional de Monção
Grau alcoólico: 12,5%
Castas: Alvarinho, Trajadura
Preço em feira de vinhos: 2,99 €
Nota (0 a 10): 7,5

Vinho: Ponte da Barca, Colheita Seleccionada 2007 (B)
Região: Vinhos Verdes (Ponte da Barca)
Produtor: Adega Cooperativa de Ponte da Barca
Grau alcoólico: 11%
Casta: Loureiro
Preço em hipermercado: 1,95 €
Nota (0 a 10): 6

Sem comentários: