segunda-feira, 14 de maio de 2007

No meu copo 113 - Fiúza, Merlot 2000

Foi a primeira vez que apreciei este vinho estreme da casta Merlot da casa Fiúza. Portou-se bem apesar da idade, apresentando uma cor aberta e limpa e aroma moderado.

Foi degustado com um prato leve, visto que o Merlot não é propriamente conhecido por fazer vinhos encorpados e que aguentem com pratos mais consistentes. É precisamente aí que penso que mora o calcanhar de Aquiles destes vinhos – têm pouco corpo!

É óbvio que nem só de vinhos encorpados se faz o mundo dos vinhos, mas o corpo demasiado delgado deste Merlot fica-me sempre atravessado (salvo seja...), como se lhe faltasse qualquer coisa, o golpe de asa para alcançar voos mais altos. E com o corpo delgado vem também um fim de boca demasiado breve...

Apesar destas considerações, não se pense que é um mau vinho. Aliás, já o referi no início, não se portou nada mal. Mas podia ser melhor.

tuguinho, enófilo esforçado

Vinho: Fiúza, Merlot 2000 (T)
Região: Ribatejo (Almeirim)
Produtor: Fiúza & Bright
Grau alcoólico: 13º
Casta: Merlot
Preço em feira de vinhos: 7,95 €
Nota (0 a 10): 6,5

Sem comentários: