sexta-feira, 16 de março de 2007

No meu copo 98 - Ochoa, Tempranillo 2002

Continuamos esta pequena ronda por vinhos estrangeiros para falar agora de um espanhol, adquirido directamente no país de origem. Proveniente da região vinícola de Navarra, no norte de Espanha, na zona do país basco, este Ochoa é feito com a casta Tempranillo, o nome espanhol da nossa Tinta Roriz (a norte) ou Aragonês (a sul).

Este vinho mostrou um perfil na linha de outros que tenho experimentado feitos de Tempranillo, que é um pouco diferente dos que temos por cá. É um tipo de vinho que talvez se aproxime dos nossos vinhos do Douro, com as especiarias bem marcadas na prova assim como a presença da madeira, outra característica habitual.

Tem uma boa estrutura, cor retinta e bom fim de boca, parecendo adequado para pratos bem condimentados. No entanto, acho a madeira demasiado marcada, o que molda todo o perfil do vinho. Pessoalmente não é uma característica que me agrade muito, gosto de um toque de madeira na conta certa, mas quando ela sobressai em demasia não me seduz. Com menos madeira, seria um excelente vinho.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Ochoa, Tempranillo 2002 (T)
Região: Navarra (Espanha)
Produtor: Bodegas Ochoa - Navarra
Grau alcoólico: 13%
Casta: Tempranillo
Preço na origem: cerca de 8 €
Nota (0 a 10): 7

Sem comentários: