domingo, 3 de dezembro de 2006

No meu copo 72 - Reguengos Garrafeira dos Sócios 1999

Este vinho faz parte das nossas garrafeiras há muito tempo e é por nós considerado um dos melhores aqui do rectângulo. Não sendo barato, também não é demasiado dispendioso, e é um valor seguro. Falo, como é óbvio (é só ler o título do post), do Reguengos Garrafeira dos Sócios, a marca de topo da CARMIM - Cooperativa Agrícola de Reguengos de Monsaraz.

Confesso que estava um pouco apreensivo antes de libertar o génio da garrafa, porque uma da mesma colheita bebida há cerca de um ano mostrara-se, se não em declínio, pelo menos já fora do auge. Mas os meus receios não tinham razão de ser – o vinho apresentava uma cor grenat profunda e limpa, sem laivos de declínio, e o aroma não possuía odores espúrios. A decantação prévia ajudara o vinho a abrir e, não tendo um aroma exuberante, mostrou na boca sabores secundários agradáveis, uma madeira discreta e um fim de boca que ainda exibia uma ligeira adstringência, como que a mostrar que ainda ali estava para a luta.

Ainda me resta uma garrafa desta colheita de 1999. Vou bebê-la brevemente na esperança de que a evolução tenha sido idêntica. Aos leitores resta comprar a colheita agora à venda. Depois é beber já ou esperar um pouco. Não se vão arrepender.

tuguinho, enófilo esforçado

Vinho: Reguengos Garrafeira dos Sócios 1999 (T)
Região: Alentejo (Reguengos)
Produtor: CARMIM - Cooperativa Agrícola de Reguengos de Monsaraz
Grau alcoólico: 13,5%
Castas: Aragonês, Castelão, Trincadeira
Preço em feira de vinhos: 7,79 €
Nota (0 a 10): 8

Sem comentários: