sábado, 4 de agosto de 2018

No meu copo 691 - Portal do Fidalgo, Alvarinho 2011

Comprei este vinho em 2017, na garrafeira Néctar das Avenidas, mais por curiosidade do que outra coisa. Tratava-se de perceber se um Alvarinho de 2011 aguentava a prova do tempo com galhardia. É sabido que muitos brancos não são feitos para envelhecer, mas é mais ou menos consensual que os monocasta Alvarinho são dos que se aguentam melhor sem perda de qualidade.

A cor apareceu já carregada, um amarelo-palha quase a tender para o mel, e o aroma bastante contido e com alguns sinais de redução. Mas isto foi só na primeira impressão ao cair dentro do copo. Passados alguns minutos, e depois de servido o segundo copo, o vinho começou a mostrar-se na plenitude. Os aromas tropicais sobressaíram, a acidez também e pouco a pouco revelou-se uma explosão de sabores que mostraram um Alvarinho adulto e em grande forma.

Já não tinha aqueles aromas primários da juventude mas foi revelando cada vez mais complexidade, muita vivacidade e estrutura na prova de boca e um final vibrante e persistente.

Muito bem! Passou com distinção.

Confirmou-se como um dos obrigatórios na nossa lista de preferências.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Portal do Fidalgo, Alvarinho 2011 (B)
Região: Vinho Verde (Monção)
Produtor: Provam - Produtores de Vinhos Alvarinho de Monção
Grau alcoólico: 12,5%
Casta: Alvarinho
Preço em feira de vinhos: 6,79 €
Nota (0 a 10): 8

Sem comentários: