sábado, 29 de setembro de 2018

No meu copo 702 - Estremus 2011; Quinta da Viçosa TC 2011

Continuamos nos grandes produtores e nos grandes vinhos. Um grande repasto foi pretexto para abrir estas duas garrafas que aguardavam para ser apreciadas desde um memorável evento em que foram apresentadas as novidades pela João Portugal Ramos Vinhos no restaurante Feitoria do Hotel Altis Belém.

O Estremus 2011, dissemo-lo na altura, foi o vinho da noite. Superou tudo o que se poderia esperar dele e prometeu longa vida. E tem-na.

Curiosamente, no entanto, passados estes anos desde essa ocasião, as memórias que ficaram levam a pensar que o vinho se expressa melhor mais novo. Aquela vibração, aquela vivacidade quase agreste mas sem ser agressiva, conferem-lhe um perfil único e muito próprio que aconselham mais o seu consumo sem esperas demasiadas. Temos, frequentemente, a tendência para considerar que os vinhos muito vivos em jovens devem repousar uns anos para amaciar. Por vezes corremos o risco de essa macieza lhes retirar alguma da personalidade que os fazem destacar-se. Este Estremus parece ser um desses casos: continua magnífico, mas gostei mais dele mais jovem. Se a oportunidade se repetir, é de bebê-lo logo após o lançamento.

O Quinta da Viçosa 2011, uma tradição da casa com um lote da melhor casta portuguesa e da melhor casta estrangeira em cada edição, foi uma feliz combinação de duas castas que costumam casar maravilhosamente em Portugal. São inúmeros os vinhos já provados com este lote Touriga Nacional/Cabernet Sauvignon que deram resultados fantásticos, e este não fugiu à regra.

Excelente no aroma, com notas compotadas, de especiarias e frutos pretos. Bom volume de boca, final longo, persistente mas elegante. Fermentou em balseiros de carvalho francês, tendo estagiado em meias pipas novas. Muito bem, e ainda há outra garrafa para provar...

Mais uma vez os nossos agradecimentos a João Portugal Ramos e à sua equipa.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Região: Alentejo (Borba)
Produtor: João Portugal Ramos Vinhos

Vinho: Estremus 2011 (T)
Grau alcoólico: 14%
Castas: Alicante Bouschet, Trincadeira
Preço: cerca de 75 €
Nota (0 a 10): 9

Vinho: Quinta da Viçosa TC 2011 (T)
Grau alcoólico: 14,5%
Castas: Touriga Nacional, Cabernet Sauvignon
Preço: cerca de 28 €
Nota (0 a 10): 8,5


Fotos das garrafas obtidas no site do produtor

Sem comentários: