sábado, 28 de maio de 2016

Na minha mesa 531 - Marítima do Restelo

  

Já aqui tinha referido de passagem este restaurante, a propósito de um Sauvignon Blanc da Cono Sur lá bebido a acompanhar um arroz de lagosta. Agora, após uma nova visita, é tempo de falar do restaurante e do próprio arroz de lagosta.

Situado na rua paralela à marginal em frente ao Centro Cultural de Belém, a cerca de 300 metros do CCB, este restaurante passa quase despercebido numa esquina do segundo quarteirão quando se sai da Praça do Império. Lá dentro, uma sala pequena, para não mais de 40 pessoas, e quase sempre cheia. Em hora de almoço ou de jantar, quase sempre necessário reservar.

À entrada, uma montra cheia de peixes de todos os tipos, fresquíssimos. Um maná para os apreciadores. A ementa não é muito extensa mas é bastante variada, sendo que é quase obrigatório o arroz de garoupa com gambas. Servido em tacho em dose generosa, malandrinho e caldoso quanto baste, bem polvilhado de coentros, é uma delícia que se vai comendo sempre mais sem dar por isso.

Para além deste prato emblemático, existe uma boa variedade de sobremesas doces (pudim, bolo-mousse de chocolate). Em termos de vinhos a escolha não é muito vasta, obrigando quase sempre a optar pelas mesmas escolhas. O Sauvignon Blanc da Cono Sur provado antes nunca mais apareceu, ficando quase tudo pelos vinhos médios.

Dada a grande afluência de clientes, o serviço por vezes ressente-se mas quase sempre é atento e competente.

Embora esteja localizado numa zona muito movimentada e possa ser um local de passagem para almoços, para se apreciar devidamente aquele arroz é necessário ir com algum tempo. Portanto, sugere-se mais uma visita ao jantar para comer sem pressas.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Restaurante: Marítima do Restelo
Rua Bartolomeu Dias, 110
1400-030 Lisboa
Tel: 21.301.05.77
maritimadorestelo@gmail.com
Preço médio por refeição: 30 €
Nota (0 a 5): 4

Sem comentários: