segunda-feira, 18 de abril de 2016

No meu copo 522 - Vinha da Tapada de Coelheiros 2013

Da herdade onde é produzido um dos mais conceituados e emblemáticos vinhos tintos do Alentejo, o Tapada de Coelheiros, sai este vinho de gama média com um preço simpático.

Estagia 6 meses em casco de carvalho francês e 4 meses em garrafa. Apresenta uma cor rubi intensa, aroma vinoso intenso, com predominância a frutos vermelhos maduros e compota.

Na boca mostra alguma complexidade e equilíbrio, com boa estrutura, taninos redondos e um final frutado e persistente.

Não o conhecia, a não ser de nome. Provei-o num restaurante a acompanhar um rodízio de carnes brasileiras e saiu-se muito bem da função. A estrutura que apresenta, juntamente com o aroma e a persistente, fizeram dele um bom companheiro para as diversas carnes que desfilaram.

Para a gama de preços em que se posiciona, parece-me que é um vinho que se recomenda. A repetir quando houver oportunidade.

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Vinha da Tapada de Coelheiros 2013 (T)
Região: Alentejo (Évora)
Produtor: Herdade dos Coelheiros, Sociedade Agrícola
Grau alcoólico: 14,5%
Castas: Aragonês, Trincadeira, Cabernet Sauvignon, Syrah
Preço em hipermercado: 4,84 €
Nota (0 a 10): 8

Sem comentários: