sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

No meu copo 366 - Frei João branco 2012; Porta dos Cavaleiros branco 2012

Continuando no Dão e nas Caves São João, baixamos agora a fasquia e damos um salto também à Bairrada. Depois de várias provas de tintos clássicos em que nos deliciámos com algumas relíquias da casa durante o outono passado, agora chegou a vez dos brancos de entrada de gama das duas marcas mais emblemáticas: o Frei João, na Bairrada, e o Porta dos Cavaleiros, no Dão.

Tendo em conta o preço dos vinhos em causa, houve que baixar também as expectativas para ver o que nos saía.

O Porta dos Cavaleiros 2012 mostrou um aroma discreto e pouco pronunciado, com algum citrino e notas florais discretas. Em comparação com os novos brancos do Dão, com uma exuberância aromática e uma estrutura notáveis, este prima pela leveza e simplicidade. Para pratos leves ou entradas, de preferência para entreter.

No que respeita ao Frei João 2012, com um bocadinho mais de estrutura e um fim de boca um pouco mais longo, também não é vinho para grandes voos. Aguenta um pouco melhor alguns pratos um pouco mais elaborados, mas não se espere grande complexidade para acompanhar pratos muito elaborados.

Dito isto, não é surpresa nenhuma porque é que uns vinhos são caros e outros são baratos. Neste caso o preço está adequado ao produto. Se tivermos outras ambições quando ao que está dentro de garrafa, temos de subir alguns euros nos gastos. E como em tudo na vida, quando nos habituamos a subir alguns patamares é difícil voltar para baixo...

Kroniketas, enófilo esclarecido

Produtor: Caves São João

Vinho: Frei João 2012 (B)
Região: Bairrada
Grau alcoólico: 12%
Castas: Bical, Arinto, Chardonnay
Preço em feira de vinhos: 2,93 €
Nota (0 a 10): 6

Vinho: Porta dos Cavaleiros 2012 (B)
Região: Dão
Grau alcoólico: 12,5%
Castas: Encruzado, Malvasia Fina, Cerceal
Preço em feira de vinhos: 2,99 €
Nota (0 a 10): 6

Sem comentários: