quinta-feira, 24 de outubro de 2013

No meu copo 344 - Pai Abel Chumbado 2011

Continuando na Bairrada... Já tivemos oportunidade de falar de passagem deste vinho, a propósito de duas provas da Quinta das Bágeiras, na Wine O’Clock e na GN Cellar.

É um branco que, graças às originalidades da regulamentação portuguesa, conseguiu a proeza de ser reprovado como vinho DOC Bairrada da câmara de provadores da Comissão Vitivinícola Regional. O produtor, Mário Sérgio, pouco se importou com esse detalhe de ordem legal e aproveitou para baptizar o vinho com um nome que só lhe dá mais destaque: acrescentou-lhe ao nome a palavra “Chumbado”. Daí a tornar-se um caso de notoriedade foi um passo. Sabe-se como muitas vezes a publicidade negativa tem o efeito contrário sobre o objecto dessa publicidade, e o facto de ter sido chumbado pela CVR fez disparar a curiosidade sobre este vinho. A curiosidade e o preço...

Assim tivemos oportunidade de adquirir uma garrafa que já foi partilhada entre os convivas habituais, e confirmou as impressões recolhidas nas provas. É um Bairrada de perfil clássico, encorpado, cheio, de aroma algo fechado, mas que é aveludado na boca, persistente e longo. Um branco vocacionado para dias mais frios mas que tem capacidade para se bater com qualquer prato requintado. Mesmo com alguns pratos de carne poderá ser uma opção a considerar.

Em suma, um vinho excelente, por um preço algo exagerado mas que vale bem a prova para se ficar a conhecer como é, e ver como se faz um branco que pode ser de Inverno ou de todas as estações sem o carregar de madeira. Mais um produto da Quinta das Bágeiras que promete tornar-se um clássico da Bairrada.

E de seguida, vamos para os clássicos do Dão...

Kroniketas, enófilo esclarecido

Vinho: Pai Abel Chumbado 2011 (B)
Região: Bairrada (sem denominação de origem)
Produtor: Mário Sérgio Alves Nuno
Grau alcoólico: 13,5%
Preço: 23,85 €
Nota (0 a 10): 8,5

Sem comentários: