terça-feira, 23 de julho de 2013

No meu copo 328 - Álvaro Castro 2004

Continuamos no Dão, desta vez com um tinto de Álvaro Castro, uma quase-antiguidade que o tuguinho tinha lá em casa, da colheita de 2004. Já há alguns anos tinha tido oportunidade de provar uma garrafa desta colheita, e passado este tempo considerámos interessante rever o estado do vinho.

A verdade é que não desiludiu, antes pelo contrário. O tuguinho tinha bebido um Reserva há pouco tempo, e considerou que este até estava melhor. Já com uma cor um pouco menos carregada e menos fruto no aroma, apresentou um desenvolvimento aromático mais lento e prolongado, ganhando complexidade e macieza, num conjunto muito equilibrado, bem estruturado e persistente. Pleno de saúde, mostrou estar num patamar de evolução óptimo para consumir, mas a prometer longevidade.

É de realçar o preço deste vinho, que a preços de 2012 apareceu abaixo de 5 € nas grandes superfícies, o que é notável para um vinho desta qualidade. E, se dúvidas houvesse, mais uma vez se comprovou que se ganha muito mais do que se perde dando tempo aos vinhos para amadurecer na garrafa, em vez de andar a bebê-los à pressa.

tuguinho e Kroniketas, os diletantes preguiçosos

Vinho: Álvaro Castro 2004 (T)
Região: Dão
Produtor: Álvaro Castro - Quinta da Pellada
Grau alcoólico: 13%
Preço em feira de vinhos: 4,79 €
Nota (0 a 10): 8

Sem comentários: