segunda-feira, 6 de outubro de 2008

No meu copo 203 - Porto Quinta do Noval LBV 2001; Porto Taylor’s LBV 2002

Eis dois LBV com poucas semelhanças. O Noval apresentou-se mais aberto, com a cor menos carregada, mais suave e menos encorpado na prova de boca, com os taninos mais redondos e a fruta mais discreta. Quanto ao Taylor’s apareceu com uma cor retinta, aromas frutados mais exuberantes, corpo mais cheio e os taninos mais pujantes.

Podemos considerar o primeiro mais adequado para acompanhar aperitivos à base de frutos secos, ou para entreter ao serão durante uma boa conversa, e o segundo mais vocacionado para a mesa, para acompanhar queijos ou sobremesas de sabor intenso, ou ficar a degustar no fim da refeição.

São dois produtos que sem deslumbrar não decepcionam quem os provar e cumprem de modo satisfatório o que deles se pretende. Pelo preço que custou o Noval, é praticamente impossível encontrar melhor.

Kroniketas, enófilo esclarecido


Região: Douro/Porto

Vinho: Porto Quinta do Noval LBV 2001
Produtor: Quinta do Noval
Grau alcoólico: 19,5%
Preço em hipermercado: 9,98 €
Nota (0 a 10): 7

Vinho: Porto Taylor’s LBV 2002
Produtor: Taylor’s
Grau alcoólico: 19,5%
Nota (0 a 10): 7,5

Sem comentários: