terça-feira, 27 de dezembro de 2005

Bacalhau: branco ou tinto? A polémica (1)

Uma conversa intrabloguista gerou uma discordância acerca do acompanhamento para o bacalhau. Isto porque o Tuguinho me surpreendeu ao revelar que bebeu vinho tinto pelo Natal a acompanhar bacalhau cozido com couve. Para além de eu não comer bacalhau com couve, achei estranho acompanhá-lo com tinto. Mal por mal, antes o branco.

Acontece que, na minha opinião, a questão do vinho tinto a acompanhar bacalhau, ao pretender contrariar o dogma de que tinto é para a carne e branco para o peixe, se tornou, ela própria, outro dogma, mas de sentido contrário. Para provar que nem sempre o tinto é para a carne e o branco para o peixe, convencionou-se que com bacalhau vai bem o tinto. Quanto a mim, mal.

Eu comi bacalhau com natas, e acompanhei com champanhe (sobre isso falarei proximamente). Se não o tivesse feito, o acompanhamento seria, seguramente, vinho branco, eventualmente um verde. Isto porque quando comecei a beber vinho fui seguindo os conselhos que lia, e lá fui para o tinto com bacalhau. E posso afiançar-vos que nunca comi um prato de bacalhau com vinho tinto de que gostasse. Nem no bacalhau nem do vinho. Acho que se acaba por estragar as duas coisas. O bacalhau tem um sabor muito intenso e característico que choca com o vinho tinto, ao mesmo tempo que toda a gama de aromas e sabores deste tapa o sabor do bacalhau, enquanto que o branco, mais leve e suave, acaba por se misturar melhor com o sabor do prato. Para mim, em boa verdade, o ideal será, na maioria dos casos, um vinho verde. Já imaginaram bacalhau com natas, à Brás ou à Gomes de Sá com vinho tinto? Nem pensar!

Quando muito, admito que um bacalhau assado na brasa com batatas a murro possa ser acompanhado com vinho tinto, mas isso também é válido para um pargo assado no forno, um arroz de polvo ou umas lulas guisadas, mas nesses casos o branco também casa bem com o prato.

Por isso, quando vos disserem que bacalhau é com tinto, não sigam cegamente essa directiva, porque podem acabar por concluir, como eu, que está errada.

Kroniketas, enófilo esclarecido

1 comentário:

Anónimo disse...

prefiro o bacalhau com tinto, na maior parte dos casos, não todos. não gosto de bacalhau espiritual (dá-me cabo do estomago). o "com natas" curiosamente não me faz tanto mal...

o problema do tinto e o bacalhau com todos e apenas um - o ovo cozido. eu costumo contornar isso, porque sou daqueles que deixam o ovo para o fim. é limpar a boca antes de atacar o ovo, seja com um pouco de agua ou outra coisa, e faze-lo de novo depois de engolir aquela gema cozida, antes de voltar a levar o tinto à boca... :D

claro que pode ser um branco com estrutura, mas eu prefiro o tinto.